quinta-feira, 25 de junho de 2009

Impressões digitais

.
Aos poucos a imprensa corrige um erro que foi levada a cometer: chamar mais da metade dos secretários da prefeitura de Cabo Frio de coordenadores. A tal reforma da máquina administrativa, como se sabe, nunca aconteceu. O prefeito Marquinho Mendes disse em entrevista coletiva (outubro do ano passado) que as 31 secretarias seriam reduzidas a 13, conforme indicação de um estudo da FGV. Ao contrário, não só deixou as secretarias intactas, como criou a coordenadoria de Juventude e a Cabo Frio Tur. E ambas as pastas ainda não funcionam, depois de seis meses com os funcionários nomeados. A estrutura, em vez de ser enxugada, só aumentou.
Em entrevista publicada nesta quinta-feira na Folha dos Lagos, Marquinho disse que os contratos temporários não serão renovados por determinação do Ministério Público, e afirmou: "os comissionados são imprescindíveis para o funcionamento da máquina".
Funcionários reais e fantasmas estão com suas portarias garantidas, mas uma pergunta fica no ar: se a folha de pagamento é o maior problema da prefeitura, se a porcentagem de gasto com pessoal é cada vez maior e ameaça ultrapassar o teto de 53% do total arrecadado, e se o governo continuará com quase dez mil funcionários diretos (sem contar autarquias, terceirizados e afins), como a prefeitura sairá desta crise?

Outro assunto abordado na entrevista do prefeito foi a casa do fotógrafo Wolney Teixeira. Marquinho disse que nem pensa na possibilidade de restaurá-la e transformá-la em museu: "não temos dinheiro nem para a folha (de pagamento)", alegou.
Perguntei, então, porque ele havia entrado na casa e prometido sua trasformação em museu, em setembro do ano passado, durante a campanha eleitoral. Eis a resposta: "prometi porque na época tinha dinheiro, mas agora não tem mais".

Falta vontade política para resolver e o patrimônio está se dissolvendo. A prefeitura não tem que fazer tudo sozinha. Desapropriar a casa, restaurá-la, comprar o acervo e colocar lá dentro é caro, mas o prefeito tem condições de convocar a iniciativa privada para tal empreitada. Entidades como as fundações dos grandes bancos, por exemplo, abraçam projetos semelhantes em todo o Brasil, pois é interessante do ponto de vista publicitário e muitas dessas ações ainda são amparadas por incentivos fiscais. Mas é preciso esforço e comprometimento com a causa. A Acia e o Iphan podem ser grandes parceiros nesse processo.

O engenheiro Luciano Silveira é rápido no gatilho. Avisou rapidamente a possibilidade de um caso de gripe suína ter atingido o distrito de Tamoios. A suspeita era de uma professora que havia viajado para o sul do país e, ao retornar, fez conexão em um avião que partiu de Caracas, na Venezuela. Ela sentia os sintomas da gripe comum, e, como já se passaram mais de 10 dias desde que ela retornou da viagem (12, mais precisamente) e os sintomas não se agravaram, a possibilidade foi descartada pela secretaria municipal de Saúde.

Em Búzios, suspeitas de gripe suína recaem sobre uma criança. O diagnóstico sai amanhã ou sábado, de acordo com a secretaria de Saúde.

Só deu Cabo Frio na edição desta quinta do programa Balanço Geral, apresentado ao meio-dia na Rede Record. Os jornalistas Juliano Medeiros e Ivan Lemos, da praça cabo-friense, emplacaram três matérias. O apresentador também mandou um abraço para o coronel Carlos Henrique Alves de Lima, comandante do 25º BPM.

O artista plástico Ivan Cruz comemora o aniversário nesta quinta, com festa junina em casa, no Portinho. Recebe os parabéns do blog!

A edição de junho da Revista CIDADE está nas bancas, com matérias sobre a semana de museus, o grupo de teatro Creche na Coxia, a crise econômica de Cabo Frio e a derrubada de casas irregulares em Massambaba, entre outras. A capa está publicada no post abaixo.

A jornalista Aline Zapp (Auto Viação Salineira) está empolgada com as atividades da Associação Brasileira de Estudos e Necessidades Especiais (Abene) em Cabo Frio. Está tentando arrumar tempo para se aproximar da entidade.

Repercutiu a pergunta de Juninho Cajú ao ex-secretário de Cultura de Cabo Frio, Milton Alencar, no último debate do projeto Cidade Viva. O ex-secretário (12 anos no cargo) fazia discurso a favor do Fórum de Cultura, quando Cajú soltou:
"Milton, você se diz favorável ao Fórum, mas porque nesses anos todos como secretário teve medo de fazer?"

Aliás, o que se diz nos bastidores é que a relação entre Milton e o atual secretário de Cultura, Guilherme Guaral, é cada vez mais distante.
.

Revista CIDADE está nas bancas

Clique na imagem

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Teatro

.
Clique na imagem



Esta é a filipeta promocional da peça teatral Meu Tom Solitário, que será apresentada no próximo fim de semana no Teatro Municipal de Cabo Frio. Em cena, Carol Barros e Diogo Cavalcanti, em um espetáculo que já recebeu oito prêmios no Estado do Rio desde que foi lançado no ano passado, durante o Festival de Esquetes. Clique na imagem, imprima esta filipeta e compre o ingresso por R$ 10 na bilheteria do Municipal.
.

Noise

Clique na imagem





São Pedro da Aldeia vai tremer no próximo fim de semana, durante a quinta edição do Noise Fest, que desta vez será realizado Casa da Colina. Sexta e sábado (26 e 27), a partir das 18h, os roqueiros vão se encontrar no maior festival underground da Região dos Lagos. O ingresso custa R$ 10 para os dois dias.

Impressões digitais

.
Cidade Viva 1
As primeiras notícias que chegam do debate sobre cultura realizado hoje pela manhã, no projeto Cidade Viva, da Folha dos Lagos, são bem positivas. De tudo o que foi discutido, o avanço mais "paupável" foi a formação de uma comissão responsável pela organização do tão sonhado Fórum de Cultura. A representatividade da secretaria de Cultura dentro do governo municipal, bem como a política cultural da administração Marquinho Mendes também estiveram na baila.
Mas de todas as declarações e questionamentos feitos no debate, o mais interessante, sem dúvidas, foi a pergunta de Juninho Cajú ao ex-secretário e atual superintendente de Cultura, Milton Alencar Júnior:
"Milton, você disse que acha importante o fórum, mas porque nesses anos todos teve medo de fazer?"
Ninguem sabe se foi por medo, mas Milton foi secretário de Cultura por 12 anos (três governos) e, de fato, nunca realizou o fórum.
Nem por isso a pergunta foi respondida: o mediador do debate, Paulo Cotias, cortou a fala alegando que a discussão havia partido para o lado pessoal.
E o Fórum de Cultura, por acaso, é uma reivindicação pessoal?

Cidade Viva 2
Fiquei lisonjeado com o convite para participar do fórum Cidade Viva na mesa de debates. Não pude ir, no entanto, porque peguei uma pauta inesperada na manhã de hoje. Estou de volta à Folha dos Lagos para editar o caderno Folha B, que será publicado aos sábados a partir do mês que vem. Cheguei à redação logo cedo e fui surpreendido por um café-da-manhã com uma oração do pastor José Romário. Quando a cerimônia chegava ao fim, apareceram de surpresa o prefeito Marquinho Mendes e o empresário Hugo Cecílio de Carvalho. Como os repórteres do jornal haviam saído para cumprir suas pautas, Moacir Cabral, o diretor da Folha, me chamou para entrevistar o prefeito.
"Você está de volta?", cumprimentou Marquinho.
"Estou, mas para fazer a Folha B, o caderno de cultura. Nada de política", respondi.
"Criei uma diretoria de banalidades pra ele", brincou Cabral.
Pois bem, isso aconteceu no exato instante em que a mesa de debates estava sendo iniciada no Tamoyo Esporte Clube. Entrevistei Marquinho por aproximadamente meia hora e, depois, sentei para digitar as perguntas e respostas. A entrevista, em formato pingue-pongue, será publicada na edição de amanhã (quinta-feira) da Folha dos Lagos.

Cidade Viva 3
Na semana passada, ao ler a lista de convidados para o projeto Cidade Viva, questionei a falta de algumas figuras importantes e a representatividade da mesa de debates. Tenho a ligeira impressão de que o que escrevi foi encarado como um pedido para participar da discussão. Se foi assim, deixo bem claro que não era essa a minha intenção. Fiquei lisonjeado com o convite, repito, e não participei por um imprevisto. Mas se tivesse que pedir para participar eu não questionaria a lista. Ligaria para o organizador e pediria: "Posso participar?"
.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Meu Tom Solitário

Clique na imagem

Um super sucesso do teatro cabo-friense está de volta: Meu Tom Solitário, espetáculo que já recebeu oito prêmios no Estado do Rio desde que foi lançado, no ano passado, estará em cartaz neste fim de semana no Teatro Municipal de Cabo Frio.
Com texto e direção de Carol Barros, o elenco conta com a própria Carol e com o ator Diogo Cavalcanti. Na primeira apresentação que fizeram, durante o Festival de Esquetes do ano passado, eles emocionaram a platéia e os jurados com uma trama bem bolada, figurino na medida e um cenário super criativo. O texto, agora adaptado para uma peça mais longa, continua imperdível!
.

domingo, 21 de junho de 2009

Banksy

Rato anarquista



Banksy é um artista de rua inglês cujo trabalho é carregado de conteúdo social e facilmente encontrado nas ruas de Londres. Em telas e murais, seus desenhos fazem críticas sociais, políticas e comportamentais, muitas vezes de forma agressiva e sarcástica.
É dele o "rato fotógrafo" (ao lado) que estampou o panfleto da Mais Ratona Fotográfica, versão de bolso da Maratona Fotógráfica realizada em dezembro do ano passado.




























sábado, 20 de junho de 2009

Caraíva

.

video

Caraíva, da banda de reggae Natiruts, é a música que Baggio Digital aos leitores para este fim de semana.

.

Draco prende miliciano em Cabo Frio

.
Policiais da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) prenderam nesse sábado Erivaldo Juvino da Silva, o Nem, acusado de fazer parte da milícia do ex-PM Fabrício Fernandes Mirra, que controla a Favela da Palmeirinha. Erivaldo, que estava com um mandado de prisão preventiva já decretado, foi preso em Cabo Frio e está sendo transferido para a sede da Draco, no Centro. Segundo o setor de inteligência da delegacia, o miliciano é um dos acusados de ter participado da morte do presidente da Associação de Moradores da Gardênia Azul, Marco Aurélio França Moreira, o Marcão. Erivaldo também teria participado do assassinato de Fábio Gomes Coutinho, o FB, junto com uma namorada, no dia 3 de fevereiro, dentro de um carro, na Taquara, em Jacarepaguá.
Fonte: http://extra.globo.com/geral/casodepolicia/posts/2009/06/20/draco-prende-miliciano-em-cabo-frio-197474.asp
.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Impressões digitais

.
Um dos assuntos mais comentados do dia foi a votação do Superior Tribunal Federal (STF), na quarta à noite, que extinguiu a exigência de diploma de jornalista para o exercício da profissão. O Supremo não criou nada, apenas interpretou a Constituição Federal, que assegura a qualquer cidadão o exercício livre de expressão e imprensa.
O assunto desperta discussões apaixonadas, principalmente por quem passou quatro anos nas cadeiras da faculdade. Alguns dizem que o diploma perdeu a validade, mas não vejo dessa forma. O STF garantiu apenas que qualquer cidadão, através de seu CPF, tenha o direito de publicar e se responsabilizar pela disseminação de suas ideias. Assim diz a Constituição. Todos são livres para dizer e publicar aquilo que pensam. É a linha de raciocínio que fez a mesma Corte derrubar a antiga Lei de Imprensa, que servia na verdade para amordaçar jornalistas. A comunicação é livre e pode ser feita por qualquer cidadão. Assim como eventuais deslizes devem ser julgados conforme as leis que regem os códigos Civil e Criminal. Ou seja, é ilegal regulamentar aquilo que, pela lei máxima em vigor no país, é um bem comum.
Isso não quer dizer, em minha visão, que o exercício do jornalismo profissional passará a ser feito por pessoas sem qualificação. Cabe às empresas, como em todos os outros ramos, escolher os profissionais que tem capacidade para serem contratados. E acredito piamente que a maioria continuará buscando os mais qualificados, sob pena de serem esmagados pela concorrência. É assim em todos os ramos, porque não seria com o jornalismo profissional?
Enfim, uma coisa é ter o direito de dizer e publicar o que pensa, sem precisar passar por uma faculdade específica para isso. Outra, bem diferente, é viver de um ramo específico do jornalismo. Para isso, continuará sendo preciso ter conhecimento técnico.

- Juninho Caju levou Fernando da Tribal para uma visita à redação da Revista CIDADE, na tarde desta quinta-feira. Convidaram este blogueiro para uma tal de Associação dos Conflitados Amorosos com Mulheres Possessivas (ACAMP). É claro que eu não aceitei. Estaria lascado!

- Fernando aproveitou para divulgar o próximo Ciclo de Leitura da Tribal, no dia 20 de julho. Na ocasião, será discutida a obra do poeta Chacal.

- Paulo Cotias ligou hoje para a memorialista Meri Damaceno. Convidou-a para participar do projeto Cidade Viva. O escritor Célio Guimarães já é presença confirmada.

- Está em fase de pré-produção o caderno Folha B, suplemento do jornal Folha dos Lagos que será publicado a partir de julho.

- Andrezito, produtor da agência Flash, anunciou aos amigos que vai aprontar malas rumo a Fortaleza. Vai morar e trabalhar na capital do Ceará por tempo indeterminado. Não sem antes dar uma super festa de despedida. Ou umas...

- Está marcado para o dia 4 de julho o Encontro Municipal do Partivo Verde (PV) de Cabo Frio. Na ocasião, tomará posse a nova executiva provisória, que terá como presidente o engenheiro Juarez Lopes.

- Muito interessante o que acontece nesse momento no Irã. A juventude está nas ruas porque a fraude eleitoral foi absurda demais. Mas o que mais chama atenção é a forma como estão utilizando a tecnologia em um país onde a liberdade de expressão é constantemente cerceada. O movimento já entrou para a história, pois de cara provocou a recontagem dos votos em algumas regiões. Vamos ver no que vai dar: ou contorna-se o movimento por vias legais, fazendo a população acreditar na validade do processo eleitoral, ou o país entrará em um processo revolucionário. E aí ninguém pode prever as consequências.
.

Cada fórum, uma função

.
E cada blog é um blog, mas este blogueiro gostou tanto da resposta do "Nunca Li" que a reproduz na íntegra. Continuo com a opinião de que algumas pessoas importantes foram esquecidas na lista premiliminar. Mas a explicação do professor Paulo Cotias faz todo o sentido. Segue abaixo:

-------------------------------------------------------------------------------

"CADA FÓRUM, UMA FUNÇÃO
____________
Paulo Cotias

O jornalista Tomás Baggio, questionou a ausência de nomes e entidades na edição sobre Cultura do Projeto Cidade Viva. Ao companheiro blogueiro,o Nunca Li responde com uma afirmação e várias outras perguntas... Primeiramente a lista divulgada no blog é preliminar e será atualizada com outros nomes. Segundo, cabem às entidades mostrar seu interesse em participar do projeto, que a partir daí a coordenação analisa se é interessante à discussão que ela esteja presente. Vale lembrar que ninguém tem assento natural no projeto. E temos um e-mail especialmente dedicado ao recebimento de propostas e projetos, e a coordenação é acessível a particulares e entidades. Mas quem não faz contato...
Do mais, também cabe perguntar porque não convidamos a Igreja Católica, representantes de todas as denominações evangélicas, de todas os centros e denominações espíritas (afinal religião é cultura); porque não convidar todos os movimentos culturais, sociais, associativos, artísticos da cidade (afinal eles também são cultura); porque não convidar a todos os artistas locais para ter assento à mesa (afinal eles fazem arte e teriam o que dizer); por que não convidar todos os músicos da cidade (quer coisa mais cultural do que música ?); porque não convidar a todos os jornalistas, blogueiros, escritores, hippies, cozinheros, enólogos... (são todos cultura, ora.)
A resposta é simples, chama-se metodologia. Se da discussão do Cidade Viva brotar a idéia de um Fórum Permanente de Cultura, contemplando todas cores, formas e sabores já teríamos dado a oportunidade para toda essa e muitas outras formas de cultura se manifestar livremente. Ponto pro Projeto. Agora, transformar uma mesa com proposta técnica, que busca projetos, iniciativas em palanque de promoção pessoal, política ou institucional, ou ainda para dar voz a quem tem o que reclamar mas não tem o que sugerir no lugar não nos parece interessante, e existem na cidade outros espaços como rádios e jornais para que isso aconteça. Esperamos no debate pelo nosso amigo Tomás Baggio, não apenas com suas boas perguntas,mas com idéias e projetos que, pelo que conhecemos, certamente ele tem."
.

Cultura (e representatividade) no Cidade Viva

.
Promete ter discussão intensa a próxima edição do projeto Cidade Viva, do jornal Folha dos Lagos, cujo tema de debate será “Cultura”. O mediador do encontro, professor Paulo Cotias, divulgou em seu blog (http://www.nuncali.blogspot.com/) a lista de entidades e pessoas convidadas. Aí vai:

Entidades convidadas:
Secretaria Estadual de Cultura
Secretaria Municipal de Cultura de Cabo Frio
Tribal (Associação Tributo à Arte e à Liberdade)
Casa dos 500 anos
Morada do Samba
Liga das Escolas de Samba
Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional)
Acia (Associação Comercial, Industrial e Turística de Cabo Frio)
Universidade Estácio de Sá
Comissão de Acompanhamento do Cidade Viva da Prefeitura de Cabo Frio
Câmara dos Veradores

Convidados:
Milton Alencar Júnior (Cineasta/Cabo Frio TV/Jornal Completo)
Miguel Fornaciari Alencar (Cabo Frio TV/Festival Curta Cabo Frio)
Luiz Antônio Nogueira da Guia, o Totonho (Professor)
José Sette (Cineasta)
Wilson Miranda, o Juninho Cajú (Ator)
Eliane Guedes (Apresentadora/Artesã)
José Facury Heluy (Teatrólogo/Professor)


Algumas observações cabem na análise desta lista:

1- Primeiro e principal: onde está a memorialista Meri Damaceno? Uma das figuras mais respeitadas da cidade quando o assunto é cultura, detentora de um dos maiores (se não maior) acervos particulares de raridades, escritos, fotos, gravações... defensora das dunas, das casas históricas, e por aí vai... Acho que ela não poderia ficar de fora.

2- Estou sentindo a falta de um produtor cultural (Pablo Alvarez, Jerson Farofa – são os que lembro mais rapidamente, mas existem outros na roda).

3- Também faz falta um representante da classe musical. Cabo Frio tem uma Associação de Músicos que não se faz presente na lista. Outra figura importante é o professor José Francisco de Moura, o Chicão, produtor de shows de rock e que, diga-se de passagem, teria muita coisa a dizer nesse debate.

4- Não consigo entender a ausência de um artista plástico. Yuri Vasconcellos é um nome importante da nova geração, só para citar um único exemplo.

5- Se a Universidade Estácio de Sá foi convidada, porque a Ferlagos e a Veiga de Almeida não foram?
.

Reggae

.

Hoje (quinta-feira) é dia de "Reggae All Night" no espaço Portinho Bohemio Vip. Shows imperdíveis com Evandro Terra e Ivo Vargas, a partir das 21h, com ingressos a preços bem bacanas: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). A produção fica por conta da Flash, sob as mãos de Renata Grazinolli.
.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Bonecart 2009


Lagoa azul

.
- A Lagoa de Araruama exibe seu mais belo tom de azul bebê (que bonitinho!). Mesmo com as chuvas do fim da semana passada, nada mudou. Ao que parece, nenhuma comporta de esgoto foi aberta. Dá até pra acreditar que o negócio está funcionando... até dezembro chegar!

- Mas o pé d’água que durou dias tem explicação: Thadeu Burached, o bom-vivant de Cabo Frio, está namorando sério e firme.

- Ao contrário do Baggio Digital, que sem avisar tira férias de período indeterminado, o blog do engenheiro Luciano Silveira está lá, firme e forte, cada vez mais acessado. O endereço é http://www.englucianosilveira.blogspot.com/.

- Outro blog que já caiu nas graças (literalmente) dos leitores é o do humorista Zel. Está cada vez mais inspirado: http://www.zelhumor.blogspot.com/.

- No meio de um papo político-etílico, Vinícius Canisso solta essa: “está cada vez mais difícil a manteneção da administrabilidade”.
Só não me peça para explicar do que se trata.

- A MaisRatona Fotográfica, edição de bolso da Maratona Fotográfica, tem sua segunda edição confirmada para agosto. Será realizada durante o Festival de Esquetes de Cabo Frio, que esse ano tem o selo de “alternativo”.

- O grupo de cinema “Os Treze” já finalizou sua primeira produção. Chama-se “Fuga” e terá uma cerimônia de pré-estreia, ainda sem data marcada. O filme tem 18 minutos e já está inscrito no Festival Internacional de Cinema de São Paulo e no concurso Tela Digital, promovido pela TV Brasil. Entre os treze estão o jornalista Lucas Muller e o fotógrafo Marcos Homem.

- Felipe Simas está às voltas com a pré-produção da quinta edição do Bonecart, festival de teatro de bonecos. Será entre os dias 26 de outubro e 1º de novembro. Felipe, para quem não sabe, é filho do bonequeiro Chico Simas, que deixou saudades há oito anos atrás.

- Ivan Lemos e Juliano Medeiros fazem uma super dupla no comando do jornalismo da Record na Região dos Lagos.

- Por falar em Record, a matéria sobre a Casa Wolney, no centro de Cabo Frio, ficou para esta quarta-feira. Será exibida no RJ Record segunda edição, às 19h.

- A próxima edição da revista Destino Brasil terá como matéria de capa os monumentos históricos de Cabo Frio. Está começando a ser produzida.

- A jornalista Leandra Costa nunca mais precisará de um homem para consertar um carro. Passará pelo curso de “Mecânica para Mulheres” promovido pela ViaLagos.
.

Quero ser presidente


E receber uma "homenagem" dessa aí. Isso mesmo, a figura de baixo é o presidente Lula, e a de cima, Valeska Popozuda, que faz jus ao nome na edição desse mês da Playboy.
.

Mulheres organizam Marcha pela Paz

.
Entidades de defesa do direito das mulheres estão organizando a Marcha das Mulheres pela Paz em Cabo Frio, que acontecerá nesta sexta-feira, dia 19, com concentração a partir das 15h na Praça Porto Rocha. Um trio elétrico seguirá os manifestantes até a praça do Turismo. A idéia é pedir um basta na violência contra as mulheres, tanto a violência velada, que acontece dentro de casa, pelos parceiros, maridos, filhos e irmãos, quanto a violência que acontece nas ruas, causada por estupradores e assaltantes. Será uma oportunidade de todas as mulheres, indiferente de idade ou da classe social, manifestar seu protesto e mostrar que não desejam mais ser refém de tais atos. A organização do evento é de órgãos como o Núcleo de Mulheres de Cabo Frio, o Movimento de Mulheres em Ação, Associação de Moradores de Cabo Frio e do Movimento de Mulheres de Tamoios, mas também está sendo apoiado por entidades como OAB-Cabo Frio, Movimento Negro de Cabo Frio, ONG Iguais e Prefeitura Municipal de Cabo Frio. Na foto acima, as organizadoras do movimento em reunião com a vice-prefeita de Cabo Frio, Delma Jardim (ao centro de camiseta branca)

terça-feira, 16 de junho de 2009

De volta

.
Sob ameaça dos colegas de blog de receber o troféu "Teia de Aranha", estou atualizando:
____________________________________________________________

- O secretário de Cultura de Cabo Frio, Guilherme Guaral, comandou pessoalmente a primeira edição da Noite Literária, na noite desta segunda-feira, no Teatro Municipal. Diversos artistas se apresentaram e, na mesma ocasião, foi lançado oficialmente o blog do projeto Cabo Frio Cultura Viva (http://www.cabofrioculturaviva.blogspot.com/).

- Guaral teve uma grande aquisição ao puxar para sua pasta o historiador Rafael Peçanha, que é concursado pela Câmara Municipal. Peçanha está responsável pelo projeto Cabo Frio Cultura Viva, e, além criar o blog, conseguiu até mesmo uma boa entrevista com o secretário, disponível no mesmo site.

- A Revista CIDADE vem pegando fogo em sua próxima edição. Estará nas bancas na semana que vem.

- Aliás, a imprensa cabo-friense está em fase de crescimento. O Jornal de Sábado foi reformulado, o Lagos Jornal voltou à ativa, o Completo foi fundado e a Folha dos Lagos prepara novidades. Assim que é bom.

- A Rede Record está fazendo matéria sobre o abandono da Casa Wolney, no centro de Cabo Frio. Será exibida nesta terça-feira às 19h.

- O deputado federal Paulo César da Guia (PR/RJ), primeiro cabo-friense a assumir uma vaga na Câmara Federal, dá seus primeiros passos rumo à tentativa de reeleição, no ano que vem. Está buscando espaço na mídia.

- Em Arraial do Cabo, o governo Andinho (PMDB) acertou ao bater de frente com os invasores de Monte Alto e Figueira. Mostrou a eles que novas invasões não serão toleradas e já está conseguindo neutralizar a revolta dos moradores. Ações enérgicas, como se sabe, devem ser tomadas no início do mandato, quando a popularidade ainda está em alta.

- Em Cabo Frio, os erros do governo Marquinho Mendes (PSDB) estão provocando o crescimento da mídia negativa e, pior, consistente. Com reprovação em escala crescente, fica cada vez mais complicado eleger Carlos Victor Mendes, irmão do prefeito, deputado federal no ano que vem. O jornal Completo faz parte dessa movimentação e chega na tentativa de proporcionar uma “mídia amiga” ao governo municipal. Poderá ter sucesso: a equipe é boa e está empolgada.
.

Chorinho

.

.

.